4 motivos para modelar a marca

4 motivos para modelar a marca

A modelagem é uma estratégia mercadológica para dar uma apresentação de leveza na marca que a torne mais desejável de forma intuitiva e perceptível, assim como uma modelo fotográfica também deve ter biótipo para projetar no mercado. Caso a sua marca seja registrada, mas nos últimos anos esteja passando por uma queda sucessiva no faturamento, ou caso esteja usando uma marca que ainda não registrou e agora descobriu que essa marca já é registrada, sem dúvida, esses são os desafios para modelagem de marca na identidade visual da marca sem ter perdas, sem passar aquela impressão negativa.

Mas é preciso responder à seguinte pergunta: qual é o melhor momento para mudar a marca? Primeiramente, quando a marca está deixando de ser importante, cabe buscar meios para despertar novamente o interesse dos consumidores. Por exemplo, quando há quedas gradativas nas vendas. Segundo, nas fusões e gestão de mudança por meio de nova liderança e filosofia. Terceiro, na abertura de novos mercados, no exato momento em que a marca começar a extrapolar o conceito original e precise de refletir essa evolução. Quarto, em um projeto de conquistar um novo público-alvo tem que haver inovações na identidade para conquistar o novo perfil de consumidores.

Sem dúvida, os possíveis conflitos judiciais é o maior motivo para uma mudança de marca atualmente. Diante de um cenário onde não há outra saída, tem-se que abrir mão da marca replicada e modelar uma nova identidade marcaria com a criação de uma marca diferente ou semelhante – a depender do caso. Para tanto, é necessária uma boa estratégia de marketing que faça ponte entre a marca antiga e a nova marca, a fim de minimizar perdas e desgastes da marca antiga e maximizar ganhos com a nova marca.

Os principais prejuízos materiais na modelagem de uma marca são fachadas, uniformes, comunicação visual interna, contador, taxas, impressos, site e outros. Entretanto, vale lembrar que há perdas intangíveis, ou seja, não quantificáveis, que são de clientes e fornecedores. Mas é difícil quantificá-los – ainda que se realize um excelente trabalho, haverá algum tipo de desgaste. Somente com um investimento altíssimo em marketing, pode-se reverter o desgaste e potencializar a marca. O mercado está cheio de exemplos de empresas do segmento de eletroeletrônico, fastfood e bebidas que passaram por mudanças na marca utilizando a ferramenta rebranding, que nada mais é que “uma estratégia de marketing para manter em evidência uma marca”. Isso é operado por meio de recursos para apresentar uma nova visão da organização que passa por alteração na comunicação, identidade visual, filosofia e, claro, alteração na marca.

Faça uma busca no banco de marca do INPI, no site INPI, para saber se há disponibilidade da marca para realizar o registro. Então, faça o requerimento do registro da marca nos segmentos que atua.

João Rodrigues

Administrador, Especialista em Comércio Internacional e Gestão Financeira, Know how em Propriedade Intelectual com mais de mil marcas & patentes bem sucedidas em 2 décadas de serviços, idealizador e Diretor da Sua ID Marcas & Patentes, Palestrante corporativo em inovação em marcas & patentes.

No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website

WhatsApp Chat
Enviar via WhatsApp
Iremos garantir sua marcaClique no botão abaixo e garanta agora sua marca, não perca essa oportunidade!
Clique Aqui!